… bom é quando faz mal.

Sexo, drogas e rock and roll em “Garden Party”

Posted on: 10 janeiro, 2009

titulo_gardenparty

Eu sou realmente viciado em filmes e amo cinema, e ultimamente eu tenho visto pelo menos uns 5 por semana, colocando por baixo. Uma média bem razoável, pra mim, que até pouco tempo não conseguia ver mais do que 1 ou 2, no máximo. Tudo isso em DVD ou no próprio computador, é claro. Cinema, eu já nem sei o que é isso faz tempo.

Simplesmente adoro a sensação de agarrar um balde de pipoca, sentar naquelas confortáveis poltronas (ok. nem sempre é assim) e me deliciar com uma telona de dar inveja e um sistema de som, sempre que possível, de qualidade. Mas convenhamos que, ir ao cinema sozinho além de ser chato, é um pouco deprimente. Principalmente quando tem aqueles casalzinhos super apaixonados por perto.

Mas uma das coisas mais desagradáveis mesmo é não poder comentar com ninguém sobre o filme. E por isso, acabo recorrendo ao blog. Mesmo tentando não cair na rotina, e isso aqui acabar virando um blog de resenha de filmes, não posso deixar de comentar essa “película” que me agradou tanto,  e deixar como forma de recomendação.

gardenparty_10Trata-se de Garden Party, um filme despretencioso – como eu gosto – escrito e dirigido pelo estreante Jason Freeland. Me remeteu um pouco ao clima de “Suburbia”, do genial Richard Linklater, embora não chegasse à tanta maestria. Mas isso já rendeu pontos positivos na minha visão. Enfim, a história começa pelo meio. Isso mesmo. Não tem uma introdução clara dos personagens, e histórias paralelas – e um tanto desconexas à princípio – vão se jogando na tela, até traçar rumos nada convencionais com um tom de surrealismo. A protagonista é a ninfeta estonteante de 17 anos, Willa Holland (essa mesmo, a irmã de Marissa em “The O.C.”) que interpreta April. Ela é uma jovem que vive com o padrastro taradão, enquanto a mãe trabalha de stripper e nunca está em casa. Decidida à ter sua independência, resolve se mudar para o apartamento da prima, mas para conseguir a grana do aluguel acaba indo posar nua para um site de fotos amadoras.

gardenparty_06De outro lado, Sammy (Erik Smith, que já fez uma penca de seriados) é um garoto sozinho recém chegado na cidade, que passa por uma situação semelhante. Sem conhecer ninguém e sem grana nem para comer, acaba entrando em uma banda de rock, tendo seu talento reconhecido mais tarde por um produtor piradão, que leva suas esperanças à um outro patamar. No meio tempo ele conhece uma patricinha que fica gamada nele, e adora transar escondida dos parentes. E conhece também Nathan, empregado de uma imobiliária e capacho de Sally (Vinessa Shaw), que acaba ficando a fim de dar uns pegas no Sammy. Sally é uma mulher sexy e realizada na profissão, que se envolve com Todd (Richard Gunn) – um cara problemático e em crise com a namorada – e permite que Nathan, seu empregado, fique morando em um de seus imóveis, com a tarefa de cuidar de uma plantação de maconha.

gardenparty_05Por sinal, praticamente todos os personagens fumam maconha, ou pelo menos dão um “tapinha”. Nathan, por exemplo, vive chapado, e está sempre oferecendo uma “mudinha” pros seus convidados. O filme é regado também à música. Tanto nas cenas em que aparece a banda de Sammy tocando, como em outros momentos distintos. Os personagens com suas histórias paralelas, consequentemente acabam se cruzando de alguma maneira, e tudo fica num clima agradável, chegando à uma certa tensão em alguns momentos. Eu diria que tudo acaba prematuramente, mas deixa uma imagem boa de todo enredo, e a falta de explicações para certas coisas permite interpretações interessantes. O único ponto negativo, é a ausência de coerência em determinados pontos, mas que acaba tendo seu charme, para aqueles que assim como a proposta aparente do filme, se mantém no mesmo espírito de despretenção. Eu aconselho para os mais abertos à inovação, e cansados dos blockbusters usuais. Embora a premissa (de sexo, drogas e rock and roll) possa ser um pouco clichê, o resultado final me agradou demais.

O trailer:

Anúncios
Tags:

3 Respostas to "Sexo, drogas e rock and roll em “Garden Party”"

[…] uns 5 por semana, colocando por baixo. Uma média bem razoável, pra mim, … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme! Agora quero assistir também hahha. Quanto ao Crepúsculo, acho que vou ler os três livros, mas acho que o terceiro vou ter que ler em inglês. Eu gostei tanto e olha que não dei moral alguma o.o
Ahh e obs. Tenho vc no myspace, no fotolog, no blog e agora preciso de vc no orkut e no msn. ahaha posso? beijoo

“Ninfetinha estonteante” que lindinho hehheheehhee. Fiquei com vontade de ver esse também! Eu vou ao cinema sozinha 8) mas ultimamente ando que nem tu… baixando!

besos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Perfil


GRINGO. Também conhecido como Rafael. "Jack of all trades, master of none" - Competente em muitas coisas, especialista em nenhuma. Carioca, mas um dia ainda vai conseguir ir morar no Sul. Fotógrafo, designer, redator e editor de vídeo - mais ou menos nessa ordem. Já foi jornalista underground, editor de site de música e produtor de shows. Amante incondicional de tequila, mas não dispensa a boa e velha roda de cerveja com os amigos. Amante também da arte, em todos os aspectos. Deveras sonhador, mas determinado o bastante para conseguir as coisas que almeja. Violent mood swings: Humor um tanto quanto instável, embora as mudanças felizmente não durem muito tempo. Realista. Teimoso. Senso crítico apurado. Melhor amigo de Murphy.

Visitas

  • 9,619 hits

RSS Inside Techno

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
%d blogueiros gostam disto: